domingo, 10 de outubro de 2010

Como ajudar ao próximo de maneira efetiva?!

Olá pessoas, hoje o post está um pouco sério, mas também é algo que deve preocupar, aos solteiros, namorados, noivos, casados, enfim, a todos. Hoje estou falando um pouco sobre a doação de sangue e medula.

Antes mesmo do casamento eu e o marido e eu já tínhamos conversado sobre nosso interesse sobre nos inscrever no banco de doação de medula, mas na correria do dia-a-dia e com o ano de eleição (meu esposo trabalho no TRE) a correria para ele está muito grande.

Um dia ele chegou em casa dizendo que queria ir no hospital de trauma aqui de João Pessoa, pois um homem chegou em um ponto de ônibus em que ele estava pedindo para o pessoal ir doar medula, pois ele tem uma filha doente internada lá no hospital. Então, com isso o mmarido ficou comovido e falou que queria ir. Mas, no final das contas ele tava totalmente sem tempo trabalhando até tarde até aos domingos, algumas vezes.

Porém, sexta-feira decidi chamá-lo para irmos no sábado pela manhã nos inscrever no banco de doação de medula e consequentemente doar sangue. Eu sempre desejei ser voluntária em doação de sangue, mas antigamente não tinha o peso mínimo, Ô como as coisas mudaram!!! ahhaha, depois que atingi o peso mínimo tive alguns probleminhas de saúde, correrias com o namoro à distância, faculdade, entre outras coisas, que não são desculpas para fazer o que devemos fazer.

 Orientações aos doadores de sangue:

- trazer documento oficial de identidade com foto;
- estar bem de saúde;
- ter entre 18 e 65 anos;
- pesar mais de 50Kg;
- não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação.

Mais algumas informações sobre a doação de sangue vocês encontram clicando aqui

Orientações aos doadores de medula

- trazer documento oficial de identidade com foto;
- Você precisa ter entre 18 e 55 anos de idade e estar em bom estado geral de saúde (não ter doença infecciosa ou incapacitante).- É possível se cadastrar como doador voluntário de medula óssea nos Hemocentros nos estados.

 Mais algumas informações sobre a doação de medula vocês encontram clicando aqui

Como a história, de como foi no sábado lá no hemocentro, é muito longa vou deixar para contar em um segundo post amanhã, na verdade hoje, para que vocês não cancem de ler. Mas, termino esse post fazendo um apelo: As doações (tanto medula, quanto sangue) são super fácil e sem nenhuma sequéla para o doador. Na verdade "para o doador, a doação será apenas um incômodo passageiro. Para o doente, será a diferença entre a vida e a morte.". Pensem nisso e até mais tarde. =)

Um xerinho...

4 comentários:

  1. Os transplantes de medula óssea cresceram 57,51% nos últimos sete anos. Seja um doador voluntário e faça esse número aumentar. Saiba como ser um doador de medula. É simples, rápido e não dói.

    Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude

    Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou http://www.formspring.me/minsaude

    ResponderExcluir
  2. É sim, Suzi! Muito importante esse post e essa iniciativa! Sempre tive vontade de fazer isso, mas como tenho aquela deficiência de G6PD, creio que não posso, mas ainda vou fazer essa tentativa e levar o Marcel que ele tem e demais! heheheh

    ResponderExcluir
  3. Verdade.. já tem uns anos que ajudo na campanha da AMEO = Associação de Medula Ossea.. o numero de doadores cadastrados esta almentando, mas ainda não é o suficiente.. Vamos todos ajudar.. Lembrando que Quem doa sangue doa vida! Eu já precisei e sempre tem quem ajuda.. vamos ajudar ai povo!!!!!

    ResponderExcluir
  4. @Bolsa da Nane
    É sim Nane!! Carrega mesmo o Marcel que aquele dali tem muito sangue para dar... hhahaha

    Não sei se tem problema quem tem essa deficiência doar. Acho que contanto que não esteja anêmica talvez até possa.

    Talvez seja pior para você (que tem anemia fácil)do que para quem vai receber seu sangue, então é melhor falar com sua hematologista antes pra depois não precisar tomar remédio né?!

    Mas, não se preocupe antes de doar eles fazem todos os testes possíveis e tem um médico lá q conversa com vc.

    ResponderExcluir